Google foi notificado pela União Europeia devido a investigações

A União Europeia  não está a facilitar a vida da Google e pediu soluções sobre alegadas práticas de abuso de posição dominante e sobre a nova política de privacidade.

Durante esta semana, a União Europeia decidiu dar à Google algumas semanas para resolver as alegadas práticas de abuso de posição dominante nos motores de busca, para evitar uma demorada investigação. A notificação foi feita por Joaquin Almunia, o comissário europeu responsável pela Concorrência.

Foi em Dezembro que a União Europeia decidiu investigar esta acusação feita pelos concorrentes. O objectivo desta notificação por parte da União Europeia é evitar uma investigação prolongada, dando a possibilidade à Google de corrigir as situações, evitando multas pesadas. Uma investigação parecida foi iniciada na Índia.

No dia de ontem, a Comissão de protecção de dados francesa, que está a investigar as alterações à política de privacidade efetuada pela Google em Março e anunciada em Janeiro.

Foram várias as críticas a estas alterações e a União Europeia decidiu investigar a situação, através da comisão de protecção de dados francesa. A Commission Nationale de l’Informatique (CNIL) decidiu enviar 69 questões sobre as alterações.

Durante o dia de ontem, a CNIL afirmou que as respostas foram incompletas e evasivas e exigiu à Google novas respostas a 31 questões, limitando o prazo até dia 8 de Junho.

Fonte: Washington Post 1 e 2

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>