Exército norte-americano desenvolve uma arma ao estilo Guerra das Estrelas

O exército norte-americano está a desenvolver uma arma que dispara relâmpagos através de um canal de plasma induzido por laser.

O nome original é Laser-Induced Plasma Channel ou LIPC. Simplificando o conceito, trata-se de uma arma que dispara relâmpagos. O laser é emitido numa fração de tempo muito reduzida, um bilião de vezes menor que um segundo, e serve para conduzir o disparo. O ar que entra em contacto com o laser transforma-se em plasma, um estado entre o sólido e o líquido da matéria, e cria um canal para o relâmpago.

O relâmpago pode ser utilizado contra qualquer alvo que tenha melhor condutividade elétrica que o ar e o chão, ou seja, qualquer equipamento eletrónico está incluído. A enorme descarga de energia executada pela arma pode também ser utilizada para despoletar engenhos explosivos à distância.

Segundo George Fischer, cientista responsável pelo projeto no Arsenal de Picatinny, em entrevista ao site oficial do exercíto norte-americano, o sistema baseia-se em conceitos sólidos de física, mas a adaptação ao mundo militar colocou e colocará ainda, alguns obstáculos técnicos. A arma já foi testada no final de janeiro de 2012 com resultados muito promissores – facto que motivou ainda mais a equipa para continuar o desenvolvimento do projeto.

Parece que não faltará muito para Geroge Lucas mudar o início da saga de filmes Star Wars para “Numa galáxia não muito longínqua..”.

Deixe aqui o seu comentario

Loading Facebook Comments ...

Comments

  1. Michael says

    Se investissem o dinheiro em coisas mais úteis! Isso sim, seria uma boa notícia! De guerras já estamos nós fartos… parecemos animais não racionais que não sabemos viver em comunidade!

Trackbacks

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>