GAME Austrália encerra portas

Não é fácil ser gamer na Austrália. Apenas um dia depois dos jogadores australianos receberem excelentes notícias na forma do final da censura aos videojogos no país após mais de uma década de luta, foi hoje anunciado que a cadeia de lojas GAME, a segunda maior cadeia de lojas de jogos australiana e uma das maiores a nível internacional, vai encerrar as lojas em território australiano.

 A empresa encontrava-se sob administração da agência financeira PricewaterhouseCoopers depois de ter declarado falência em maio de 2012. A agência encerrou na altura 60 das 92 lojas do grupo na Austrália, deixando quase 300 pessoas no desemprego. Mas essa medida não foi suficiente e a PricewaterhouseCoopers anunciou o encerramento das restantes lojas e a dispensa do seu pessoal. 16 dessas lojas irão encerrar de forma imediata, já no dia 19 de junho, enquanto as restantes irão encerrar gradualmente durante os próximos meses de 2012.

A GAME tem tido um ano complicado devido a tremendas perdas financeiras e dívidas a fornecedores. As lojas em território-mãe, no Reino Unido, foram vendidas à empresa de investimentos OpCapita, que mesmo assim não evitou o encerramento da maior parte das superfícies comerciais, incluindo todas as lojas na Irlanda. O processo foi de tal forma súbito que os funcionários da cadeia na Irlanda recusaram-se a abandonar as lojas enquanto não lhes fossem garantidas medidas de segurança financeira, visto que a GAME tinha anunciado que devido à falta de fundos, não pagaria qualquer subsídio aos funcionários que perderam o emprego. Esta situação chegou inclusive a ter destaque político, com a Ministra do Trabalho a fazer várias aparições em apoio aos funcionários da GAME durante todo o processo de protesto.

As dívidas da companhia eram tantas que algumas editoras, como a EA ou Nintendo, simplesmente recusaram-se a continuar a fornecer jogos até as contas ficarem saldadas. Esse assunto só foi resolvido quando finalmente, após semanas a tentar simplesmente sobreviver com promoções totais nas suas lojas e com a gestão da empresa visivelmente sem opções, a OpCapita tomou a iniciativa e conseguiu salvar a situação, embora já demasiado tarde para a maioria das lojas GAME no Reino Unido. Apesar das semelhanças entre a situação na Austrália e Reino Unido, o desfecho nas antípodas foi diferente e não houve salvação possível para a GAME Australia, que irá abandonar de vez o país e deixar o monopólio nas mãos da rival EBGames.

Por cá, a GAME Iberia foi igualmente vendida a uma subsidiária da OpCapita em abril passado, que garantiu que as lojas continuariam abertas e que as posições de trabalho estariam seguras. O encerramento em março da grande rival Gamestop, certamente terá ajudado a GAME a solidificar a sua presença em Portugal.

Deixe aqui o seu comentario

Loading Facebook Comments ...

Comments

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

No Trackbacks.