Apple vira costas à ecologia dos seus produtos

O mais recente MacBook Pro, equipado com um ecrã Retina Display, é um dos novos equipamentos da Apple que não tem certificação ambiental.

A empresa da maçã não só deixou de pedir nova certificação, como solicitou à EPEAT que eliminasse todas as certificações que já possuía para computadores de secretária, portáteis e monitores. A Electronic Product Environmental Assessment Tool é uma agência norte americana que atribui selos de conformidade com os padrões ambientais. Os padrões foram definidos por empresas de hardware, incluindo a Apple, grupos de defesa do ambiente e entidades governamentais dos Estados Unidos.

Robert Frisbee, presidente da EPEAT, disse ao CIO Journal que a Apple apenas fez o pedido para os certificados serem retirados e informou que o seu design atual iria tomar uma nova direção que não se adequa com as normas da EPEAT. Um porta voz da Apple apenas remeteu para as indicações sobre as medidas de proteção ambiental praticadas pela empresa descritas no respetivo site.

Joel Schectman, repórter do CIO Journal falou ainda com Kyle Wiens, co-fundador do iFixit.com, um site de reparações caseiras, que explicou que não é possível desmontar completamente o MacBook Pro e separar os vários componentes que poderiam ser reciclados – contrariando o que prescreve a agência de controle ambiental para produtos tecnológicos.

Aparentemente a Apple está apenas a tentar reduzir ao máximo o tamanho e custo dos seus produtos. Resta saber quantos iPhone a Apple vai conseguir encolher até ter de incluir um filtro para poluição ambiental.

One thought on “Apple vira costas à ecologia dos seus produtos

  1. Pingback: O adeus à Maçã “verde”! | TecTuga

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>