Cristiano Ronaldo vence Europeu no Facebook

Do campo de futebol para o ecrã de computador, os resultados não poderiam ser mais diferentes daqueles que se verificaram no Campeonato da Europa de futebol.

Um estudo da agência de comunicação LEWIS PR, especializada em marketing digital, e da Statilizer (ferramenta da Yocter que oferece dados analíticos avançados de páginas Facebook), analisou a interação dos utilizadores do Facebook na página oficial de cada seleção e de cada jogador, e as conclusões revelam alguns comportamentos curiosos.

Se o Campeonato Europeu 2012 tivesse sido jogado no Facebook a seleção alemã seria a vencedora. Já entre os jogadores, o «homem» do europeu seria o português Cristiano Ronaldo. As contas feitas às seleções e jogadores que tiveram mais visitas e interações com os fãs decorreram durante o campeonato, entre 8 de junho e 1 de julho.

A estatística favorece Cristiano Ronaldo mas não é tão simpática com a seleção portuguesa que coloca na última posição, de entre todas as seleções participantes. Nesta lista dos jogadores que mais e melhor utilizaram a rede de Mark Zuckerberg para se relacionarem com os fãs ao longo da competição, segue-se o espanhol Andrés Iniesta. Na décima primeira posição surge outro português: Nani. “É muito interessante ver que algumas equipas e jogadores melhoraram muito a sua forma de interagir com os seus fãs no Facebook durante toda a competição”, observa Fernando Batista, head office da LEWIS PR.

Ao nível das equipas as alterações são bem mais significativas. A Rússia que se encontrava na liderança do Facebook no início do torneio sofreu uma queda significativa para o sexto lugar da classificação. Quanto à Holanda, que compartilhava a segunda posição no arranque da competição, caiu dez posições na Taça Real de Fidelização (TRF), que demonstra o nível médio de interação – posts/comentários/gostos – dos fãs com as equipas e jogadores favoritos. Já os fãs gregos foram a grande surpresa do Campeonato da Europa de 2012 na rede social, saltando do décimo quinto lugar para a terceira posição do ranking.

Mais ou menos utilizadas pelas seleções ou jogadores, com maior ou menor grau de sucesso, o facto é que “as páginas das seleções no Facebook são excelentes plataformas para criar fortes elos de ligação entre as equipas e os seus fãs”, conclui com o responsável da LEWIS PR.

Deixe aqui o seu comentario

Loading Facebook Comments ...

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

No Trackbacks.