Outlook.com vem substituir o Hotmail como serviço de correio eletrónico da Microsoft

A Microsoft anunciou uma grande alteração no seu serviço de email. O Hotmail que durante anos foi líder no segmento dos endereços eletrónicos sofreu uma remodelação gigante ao estilo Metro do Windows 8.

O aspeto limpo e a interface simplista, menos anúncios e publicidades, espaço de armazenamento de email ilimitado, forte integração com as redes sociais e serviços de comunicação, como o Skype por exemplo. Estas são as principais novidades que os utilizadores poderão encontrar nesta migração para o serviço Outlook.com .

O Outlook.com e o Hotmail são dois serviços completamente diferentes apesar de a Microsoft indicar que o Outlook é o caminho a seguir. Por isso cada utilizador não vai ser obrigado a migrar, pelo menos por agora, mas caso assim deseje pode começar a usufruir do novo serviço de correio eletrónico. Os donos das contas Hotmail que troquem de serviço terão a oportunidade de criar uma nova ID de Outlook, ou seja, basicamente criar um email novo ao estilo «tecnologia@outlook.com». É uma boa oportunidade para aqueles emails rascas que todos criaram no início do século XXI ou até na década de 90 do século passado.

A conta de Hotmail continuará ativada e continuará a receber todos os emails que receberia até agora. Ser-lhe-á dada a hipótese de criar uma pasta no endereço novo onde caem todas as mensagens da conta anterior. Assim pode começar a espalhar o seu novo contacto, ao mesmo tempo que não precisa de pedir que comecem a mandar mails para a conta nova, pois a conta velha continuará a funcionar e o correio chegará na mesma ao seu destinatário.

Mais bonito, intrusivo quanto baste

O design do novo serviço de endereços eletrónicos está em conformidade com a revolução operada pela Microsoft tendo em vista a adoção do Windows 8. A unificação da marca é uma estratégia declarada e estão a ser feitos todos os esforços nesse sentido. Até o Hotmail, marca de peso dentro do mailing na Internet, sofreu com a chegada do novo sistema operativo. A interface está mais simplificada em termos de utilização e mais simplista em termos de aspeto. Os utilizadores mais antigos poderão ter algumas dificuldades em adaptar-se a tanto espaço «limpo», mas as novidades são para o melhor, deixando mais espaço ao utilizador para organizar o email como uma ferramenta de trabalho.

As publicidades serão menos e mais precisas. Ao contrário de aparecerem sempre do lado direito, as publicidades agora apenas aparecem em determinadas correspondências. A Microsoft vai usar um algorítmo para detetar se o correio eletrónico é de um conhecido ou se é de uma corporação comercial. No primeiro caso não aparecerão anúncios, no segundo caso os anúncios aparecem mas relacionados com a mensagem que o utilizador está a ler. A Microsoft que há alguns meses atrás criticou a Google por especificar os anúncios do Gmail tendo em conta as palavras usadas em cada menasgem, acaba assim por adotar a mesma estratégia. Vale a pena lembrar que a publicidade nunca foi vista pela Microsoft como o grande modelo de negócio do Hotmail. Agora com a viragem para o Outlook.com e com a implementação deste filtro, as publicidades podem ser menos, mas ao mesmo tempo podem sair mais caras às empresas tendo em conta o seu elevado grau de especificidade de entrega.

Num email sem limites, socialize o que conseguir

Desde que o utilizador assim o permita, o Outlook vai buscar alguns resultados às redes sociais e vai apresentá-las num painel com as novidades sociais. A secção “Pessoas” permitirá ligar a conta de Outlook a outro tipo de contas, como Facebook, Twitter e Google. A partir desse painel que estará disponível na parte superior do email, poderá «gostar», «retweetar» e promover socialmente alguns conteúdos dos seus contactos. Ao garantir que as novidades estão todas na mesma plataforma, a Microsoft tenta que os utilizadores passem mais tempo nos seus mails Outlooks e otimizem de acordo com as preferências de cada um, o modo como um endereço eletrónico pode ser usado.

À imagem do anúncio da Google, a Microsoft decidiu incluir o seu serviço de vídeo-chamadas no serviço de email. Com o Skype os utilizadores poderão comunicar entre si, sem ter que aceder a outros serviços. As estratégias adotadas estão a tornar o email numa plataforma cada vez mais social, não só com as mensagens recebidas, mas disponibilizando todo um tipo de oportunidades de contacto que nesta era de Web social faz bastante sentido. Existe ainda uma integração com o serviço de cloud data SkyDrive, disponibilizando ao mesmo tempo todo um rol de ficheiros dentro da ferramenta de email.

O Hotmail foi criado em 1996 e foi comprado no ano a seguir pela Microsoft. Nos últimos 16 anos o serviço sofreu várias melhorias, algumas inovadoras e outras na tentativa de acompanhar a concorrência. Estima-se que atualmente o Hotmail seja usado por 350 milhões de utilizadores.

 

6 thoughts on “Outlook.com vem substituir o Hotmail como serviço de correio eletrónico da Microsoft

  1. Por acaso, o meu e-mail não é rasca!

    Gostei bastante da nova interface… Porém, precisa de ser muito, mas muito melhorado!

    Faltam coisas… Sei lá, como desligar a conta de messenger??… Possibilidade de ver vários contactos, etc

  2. Pingback: Microsoft vai garantir fortes soluções de segurança no Outlook

  3. Pingback: 40 milhões de Windows 8 foram vendidos num mês

  4. Pingback: Outlook.com já tem 25 milhões de utilizadores e app Android

  5. estou encontrando dificuldades em:
    acessar todos meus contatos- alguns sumiram
    enviar as mensagens que recebo
    não sei qual é o cópia oculta
    gostaria de ter novamente a lista de meus contatos e poder enviar os e-mails que recebo-

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>