A operação “Anjo da Guarda” registou mais de 670 infrações

Operação da GNR

A operação “Anjo da Guarda” envolveu 1823 agentes e estendeu-se por 93 por cento do território nacional

A GNR registou ontem mais de 670 infrações relacionadas com a não colocação do cinto de segurança, desrespeito pelo transporte de crianças  e o uso indevido de telemóveis. A operação “Anjo da Guarda” envolveu 1823 militares da GNR e decorreu durante todo o dia de quarta-feira em 93 por cento do território nacional.

Num só dia a GNR registou 408 infrações relacionadas com o cinto de segurança, 71 com os sistemas de retenção de crianças e 197 por causa do uso de telemóveis por condutores. No total, mais de 12 mil condutores foram fiscalizados e o número de infrações registadas ficaram acima da média.

O capitão da GNR, João Figueiredo, sublinhou a importância destas operações para sensibilizar e alertar os condutores para os perigos e consequências da má utilização dos cintos de segurança e do uso indevido do telemóvel durante a condução. João Figueiredo explica que estes números estão “muito acima” da média enfatizando a importância destas operações.

Em média, no primeiro semestre deste ano, a GNR detectou 80 infrações por dia relacionadas com os cintos de segurança e os sistemas de retenção das crianças e 70 relacionados com o uso do telemóvel em condução.

Deixe aqui o seu comentario

Loading Facebook Comments ...

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

No Trackbacks.