Antigo mordomo do Papa vai a julgamento

Papa Bento XVI e VaticanoAcusado do roubo e divulgação de documentos que denunciavam a alegada rede de corrupção pertencente ao Vaticano, o ex-mordomo do Papa Bento XVI vai a julgamento. O antigo funcionário contou com a ajuda de um cúmplice.

O antigo mordomo do atual Papa, Paolo Gabriele, vai a julgamento após ter roubado e divulgado documentos relativos à existência de uma rede de corrupção dentro do Vaticano. O ex-funcionário está detido desde Maio, acusado de ter roubado do gabinete do secretário do Papa cartas, despachos e mensagens secretas, algumas das quais destinadas ao próprio Bento XVI.

Além dos documentos oficiais, Paolo Gabriele é ainda acusado de desviar um cheque no valor de 81 mil euros que se destinava ao Papa. A suas razões foi a defesa do Papa, o antigo mordomo afirmou que estava a ver o “mal e corrupção em todo o lado na Igreja”. O seu advogado diz que foi tudo feito “por amor ao Papa”.

A Santa Sé divulgou hoje um relatório de 35 páginas onde revela que o ex-mordomo tinha um cúmplice que será um perito em computadores que trabalhava no gabinete de burocracia do Vaticano. Esse cúmplice, Claudio Sciarpelletti, recebeu ordem para comparecer em julgamento, sob a acusação de ter ajudado a instigar o crime cometido pelo ex-mordomo.

O Vaticano diz que a investigação vai continuar de modo a averiguar a possibilidade de existirem mais pessoas envolvidas neste caso. De relembrar que este caso começou no princípio deste ano quando uma televisão italiana divulgou cartas do núncio apostólico nos Estados Unidos, cartas essas em que o arcebispo Carlo María Viganò denunciava “corrupção e má gestão” na administração vaticana.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>